Moda vegana e o consumo consciente

Sustentável e livre de crueldade o veganismo vem ganhando força no mundo da moda. Importante ressaltar que além de amiga dos animais e meio ambiente, a moda vegana é extremamente lucrativa.

Para iniciarmos o post  faz-se necessária uma rápida compreensão do que é o veganismo. Quem achou que o veganismo se limita a alimentação está completamente por fora, mas agora terá a oportunidade de ficar por dentro do assunto (espero de coração). Bom, resumidamente, o veganismo é uma filosofia e um estilo de vida. Além de não se alimentar de animais e  seus derivados(ovos, leite, queijo…), os veganos também não consomem produtos que custaram o sofrimento animal como, por exemplo, peças da indumentária e seus acessórios que levam couro, seda etc, assim como evitam cosméticos testados em animais.Sabemos que a moda é uma das indústrias mais nocivas para o meio ambiente e a luta para solucionar o problema ou ao menos ameniza-lo não tem sido uma tarefa nada fácil. No entanto, a utilização de materiais de origem natural, reciclada, orgânica e artesanal tem sido alternativa eficiente nessa busca de moda sustentável. O problema que surge são os preços altíssimos e o fato da compra desses produtos está extremamente longe da realidade da maior parte  da população.

(FLETCHER & GROSE) “O processo de sustentabilidade impele a indústria da moda a mudar. Mudar para algo menos poluentes, mais eficaz e mais respeitoso do que hoje; mudar a escala e a velocidade de suas estruturas de sustentação e incutir nestas um senso de interconectividade. Tal mudança pode acontecer em muitas situações, de maneiras surpreendentes e até mesmo desconcertantes. Às vezes, por exemplo, a maior mudança vem de uma série de pequenas ações individuais, não de grandes proclamações internacionais – uma percepção que a põe ao alcance de todos nós.”

O consumo consciente vai muito além do ato da compra, de se controlar para não comprar compulsivamente ou uma etiqueta onde está escrito “produto sustentável”. É preciso a conscientização, pesquisar a origem do que se consome, os impactos que causou ao meio ambiente em seu processo produtivo ou que causará em seu descarte.

(FLETCHER & GROSE) “Grande parte das mudanças rumo à interconectividade requerida pela sustentabilidade depende de sermos ativos, tanto como indivíduos (no papel de designers e também de consumidores) quanto como sociedade. Isso significa engajar-se e indagar sobre fluxos de materiais, processos de design, modelos de negócio, questões sociais, ecossistemas e assim por diante, como parte intrínseca da vida e, por extensão, da experiência de moda.”

Então, eu os convido para conhecermos juntos algumas marcas veganas nacionais e internacionais que vêm se destacando no mercado da moda.

1. Stella McCartney

stella

656c46d039b1b4e942e80a135559c28a

A marca alternativa e de luxo, Stella McCartney trabalha com vestuário feminino, masculino e infantil, bolsas, calçados e fragrâncias.

imagem7

McCartney, conhecida por ser ecologicamente correta, é ativista e defende os direitos dos animais. Em sua marca não faz uso de nenhum material de origem animal e busca conscientizar as pessoas no mundo da moda e em geral. Trabalha na campanha “Meat Free Monday”, em português “segunda-feira sem carne”, onde propõe as pessoas que não consumam carne pelo menos uma vez na semana, pois esse gesto que parece tão pequeno já causa um impacto positivo enorme para o meio ambiente, sabendo que, a produção de carne tem um peso enorme para o desmatamento.

A designer trabalha em cima do desenvolvimento de materiais e investe em pesquisa para alcançar bons resultados. Dentro dos materiais utilizados pela marca estão lona revestida para substituir o couro, por exemplo; algodão orgânico, madeira sustentável, poliéster reciclado (feito de garrafa PET) e viscose. Vale ressaltar que a mesma não faz uso de PVC em nenhuma de suas peças. Aqui você encontra informações detalhadas sobre os materiais utilizados pela marca, a razão pela qual são escolhidos e os impactos no meio ambiente.

imagem8

A marca britânica mantém uma parceria bem sucedida com a empresa alemã Adidas desde 2005. Além disso, já desenvolveu duas coleções para a C&A nos anos de 2011 e 2014, o que a tornou mais conhecida em território brasileiro.

imagem5

imagem3

2011

imagem10

2014

Confira no vídeo abaixo a coleção mais recente da marca que foi apresentada no Paris Fashion Week.

imagem4

Stella McCartney começou a trabalhar com moda infantil em 2010 e segue até os dias atuais. E no vídeo a seguir é possível conhecer um pouquinho do seu trabalho voltado as crianças.

Curiosidade: O vídeo que promove o lançamento da nova fragrância da Stella McCartney, POP, conta com a presença de Lourdes Maria Leon ou simplesmente Lola, a filha da rainha do pop, Madonna.

 

2. Insecta ShoesInsecta Shoes é uma marca brasileira de calçados e acessórios que trabalha com produção artesanal e estampas exclusivas, a maior parte dos seus produtos são unissex,  a numeração dos calçados vai do 33 ao 45.

Quando descobri a Insecta, ainda na faculdade de moda, lembrei da citação abaixo do livro Moda & sustentabilidade; Design para a mudança porque remete exatamente o que a marca segue e como trabalha.

(FLETCHER & GROSE) “Dar vida nova a roupas descartadas, rasgadas ou manchadas evita – ou posterga – o envio de resíduos aos aterros sanitários. As técnicas usadas para recondicionar uma peça em desuso são muitas e variadas e se tornaram a especialidade de um número cada vez maior de designers que unem economia a criatividade e beleza.”

Se você se interessa por moda vale muito a pena assistir esse vídeo sobre moda e sustentabilidade na prática. No vídeo abaixo, Babi Mattivy, fundadora da marca, traz dados sobre os impactos negativos da utilização de determinados materiais comuns no mundo da moda, explica como é o processo produtivo da empresa, como surgiu a ideia de produzir sapatos veganos a partir de roupas e tecidos reciclados e o que a Insecta faz para contribuir com a moda sustentável.

A insecta também possui um blog onde abordam assuntos culturais, veganismo, sustentabilidade e contam novidades sobre a própria marca e seus produtos. Aqui vocês podem desfrutar da leitura de um post interessantíssimo onde são apresentadas opções de tecidos ecofriendly pouco conhecidos.

3. Svetlana

A  Svetlana foi criada por Mariana, uma designer gráfica brasileira apaixonada pela causa animal, que trabalhou em  importantes marcas de moda tais como: Alberta Ferretti, Moschino, Jean-Paul Gaultier e Stella McCartney. Segundo o próprio site da marca, o período em que trabalhou na Stella McCartney foi onde se encontrou.

ery6uA sede da Svetlana fica no Rio de Janeiro e a marca é mais conhecida por suas bombers jacket e os moletons super estampados.

4. King 55

King55 é uma marca brasileira vegana, criada pelo estilista Amauri Caliman, que trabalha em suas roupas e calçados tanto com o público feminino quanto com o masculino. As peças são exclusivas e produzidas manualmente.

king55De todas as marcas que pesquisei e citei aqui, King55 foi a que mais me identifiquei em termos de estilo, eu me vejo com várias das peças que eles produzem. Com certeza já está na minha lista de marcas favoritas.

Neste vídeo é possível entender um pouco do processo de desenvolvimento dos produtos customizados da marca.

5. Verssa

Vessa é uma marca brasileira que surgiu no Rio Grande do Sul que trabalha com calçados trazendo no seu diferencial peças veganas. verssa

Para as estampas dos produtos é utilizada estamparia digital que reduz o uso de água nos tecidos.

ebd_9226_1024x1024

Em seu site, a marca divulga os materiais utilizados na confecção dos seus calçados. Dentre os materiais estão borracha reciclada, tecidos a partir de garrafas PET, algodão reciclado e as próprias sobras produtivas da marca que são reaproveitadas.

alpargata_interno2_1024x1024

No vídeo abaixo é possível conhecer um pouco sobre a produção dos calçados Verssa.

Espero que vocês tenham curtido porque eu curti demais! Se você conhece outras marcas interessantes compartilhe seu conhecimento conosco nos comentários. Beijos coloridos e até o próximo post! ❤ 😉imagem11

Referências

FLETCHER, Kate e GROSE, Lynda. Moda & sustentabilidade; Design para a mudança. Senac: São Paulo. (páginas: 10, 67 e 142).

Imagens: Divulgação. (contém montagens feitas por Doisbê)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s